O desafio


A principal causa para a perda sem precedentes de biodiversidade em todo o mundo nas últimas décadas foi, de longe, a destruição e alteração dos habitats pelos seres humanos.



O nosso principal impacto na biodiversidade resulta da urbanização de terrenos, nomeadamente quando os projetos são construídos em zonas verdes não exploradas cuja probabilidade de serem ricas em biodiversidade ou de desempenharem um papel valioso para o ecossistema é maior. Tudo isto contribui para a diminuição de um recurso escasso e tem efeitos ecológicos potencialmente significativos. Além disso, as atividades de construção podem igualmente danificar os habitats naturais, representando uma ameaça para a fauna e a flora pelos distúrbios causados. Para além dos danos causados à biodiversidade e aos habitats, a construção em zonas ecologicamente sensíveis pode aumentar a probabilidade de oposição das comunidades locais aos nossos centros comerciais, resultando em atrasos (ou mesmo rejeição) onerosos nas propostas de planeamento. Aumenta também o risco de aplicação de coimas devido à poluição ou de litígios decorrentes da não conformidade com leis de responsabilidade ambiental.



Quando desenvolvemos novos projetos em terrenos anteriormente urbanizados existe o risco de estes terem sido contaminados por utilizações anteriores. A descarga de substâncias nocivas para o solo pode causar problemas a longo prazo, incluindo perda da diversidade do solo, redução da fertilidade do solo e possível risco para a saúde humana. Por outro lado, a construção em terrenos anteriormente urbanizados e o aumento do valor ecológico de zonas contaminadas pode trazer benefícios para a economia local, o ambiente e a comunidade, podendo contribuir para o aumento do apoio a novos projetos e para melhorar a nossa reputação.



A nossa estratégia


Embora ciente do desafio que isso representa, a Sonae Sierra tem desenvolvido esforços no sentido de minimizar a perda de biodiversidade nas suas propriedades e definiu medidas para proteger os habitats.



Todos os nossos novos projetos são objeto de Due Diligence Ambientais e de Estudos de Impacto Ambiental (EIS), e estão em conformidade com os Requisitos de Segurança, Saúde e Ambiente para projetos (SHEDS) e com um Sistema de Gestão de Segurança, Saúde e Ambiente (SGSSA) específico para cada local. Os EIS são realizados sempre que a lei o exige e, em todos os outros casos, são realizadas Avaliações Preliminares de Ambiente (PEE) de acordo com as especificações da Sonae Sierra. Os SHEDS incluem uma norma relacionada com os impactos a longo prazo na biodiversidade e o SGSSA torna obrigatória a implementação de todas as recomendações do Estudo de Impacto Ambiental (EIA) que façam referência à compensação dos danos causados à biodiversidade em terrenos sem ocupação prévia (greenfields) em que não seja possível minimizar os impactos na biodiversidade.



Os EIS identificam os potenciais impactos ambientais da conceção, da construção e da operação de cada projeto na biodiversidade do local e especificam medidas de redução dos riscos. Acompanhamos a implementação dessas recomendações para assegurar que os impactos na biodiversidade são minimizados tanto quanto possível. No que concerne aos casos de construção de um centro comercial em terrenos sem ocupação prévia (greenfields) ou em terrenos não urbanizados, asseguramo-nos de que todas as recomendações são implementadas de forma a compensar eventuais perdas de biodiversidade.



Nos nossos centros comerciais em operação e escritórios, os impactos na biodiversidade que podem ocorrer devido às nossas atividades diárias, tais como a eliminação de resíduos ou o consumo de água, são monitorizados através dos procedimentos do nosso sistema de gestão de Segurança, Saúde e Ambiente (SGSSA). Procuramos igualmente sensibilizar para a questão da biodiversidade através de eventos de marketing e de outras iniciativas destinadas aos colaboradores e/ou visitantes dos centros comerciais.

nossos objetivos a longo prazo



  • Promover a utilização de terrenos previamente urbanizados ou terrenos industriais abandonados para os projetos de construção de novos centros comerciais da Sonae Sierra e proteger e melhorar a biodiversidade sempre que possível.

  • Proteger e promover a biodiversidade nos centros existentes e nos novos projetos da Sonae Sierra, acrescentando valor aos novos projetos através da integração ativa da biodiversidade sempre que possível, tomando em consideração o contexto regional.


O nosso desempenho (31 de Dezembro de 2014)






Nota: Na sessão “Sustentabilidade” todas as informações são globais e referem-se à Sonae Sierra e seus shopping centers nos vários países onde atua, incluindo o Brasil.